Povo da Casa

Sí, Yo Puedo!

Sí, Yo Puedo!

si yo puedo
1/1

O Sí, Yo Puedo! promove a integração de migrantes em São Paulo, a partir de projetos nas áreas de saúde, educação, profissionalização, cultura, reinserção escolar e encaminhamento para a busca do trabalho formal. Formado por voluntários e voluntárias de várias nacionalidades, o coletivo realiza atividades como aulas de português, mesas de conversa conjuntamente com teóricos e comunidade migrante, oficinas de dança e rodas de leitura na Praça da Kantuta.  

 

O coletivo luta pelo pleno direito a migração, e acredita na educação como principal ferramenta para a construção de uma sociedade efetivamente inclusiva e multicultural.

 

Selecionado pela chamada aberta da Residência para Coletivos, o Sí, Yo Puedo! propõe estabelecer um diálogo mais próximo entre a Casa do Povo e as comunidades migrantes do bairro do Bom Retiro, de modo que se produza uma incidência recíproca entre esses territórios: que a Casa extrapole seu espaço e saia de encontro à vida do bairro e que o bairro possa estar cada vez mais dentro da vida da Casa.


Programação de encerramento da residência com o grupo de dança boliviano Tinkus Wayna Lisos

15 de dezembro

15h às 18h30


15h / Roda de Leituras do livro "Histórias que se cruzam na Kantuta", organizada pelo Coletivo Sí, Yo Puedo.

16h / Entrega dos certificados dos estudantes dos cursos de português e empreendedorismo do Coletivo Sí, Yo puedo. 

17h/  História e apresentação de dança do Grupo Tinkus Wayna Lisos seguido de oficina de dança com Tinku Wayna Lisos 

18h30/ Apresentação Tinkus Wayna Lisos



Plantão de Orientação

06 de outubro e 03 de novembro

12h às 16h


Orientação gratuita para imigrantes e filhos de imigrantes que desejam retomar os estudos no Brasil. O balcão de atendimento dos voluntários do coletivo reúne informações sobre diversos modelos de educação como CIEJA, EJA, ENCCEJA, ETEC, ENEM, FATEC, cursinho preparatório popular, aulas português para imigrantes, equivalência de estudos (EM), entre outros. 


O Sí, Yo Puedo! também organiza plantões aos domingos, das 14h às 17h, praça Kantuta em frente ao portão A da Rua Pedro Vicente, 625 (IFSP).



Povo da Casa

Entre coletivos artísticos, movimentos autônomos, iniciativas comunitárias e associações do Bom Retiro, a Casa do Povo reúne projetos que fazem uso do espaço e participam de seu funcionamento. Essa comunidade autogerida, chamada Povo da Casa, desenhou uma série de acordos que garantem a sua participação na vida institucional. Forma-se, assim, um povo em constante construção – um encontro de iniciativas coletivas que driblam as diferenças culturais para criar um conjunto cuja unidade nasce de sua heterogeneidade e mobilidade.

  • Filtrar
  • Saúde
  • Performance
  • Judaísmo
  • Ver todos