Povo da Casa

Círculo de Reflexão sobre
Judaísmo Contemporâneo

Círculo de Reflexão sobre
Judaísmo Contemporâneo

circulo #1
1/1

Sábados, 10h às 12h30

de acordo com a programação divulgada na agenda

Círculo de Reflexão sobre Judaísmo Contemporâneo propõe leituras e conversas sobre temas candentes que envolvem a vida judaica, formando-se um espaço de diálogo qualificado pela contribuição dos participantes. 


Os encontros, na forma de grupo de estudos e leitura, acontecem mensalmente na Casa do Povo. Uma ficha de inscrição é disponibilizada para interessados em participar de cada encontro.


As atividades do Círculo de Reflexão sobre Judaísmo Contemporâneo acontecem uma vez por mês aos sábados. Cada encontro é divulgado na agenda.


Encontro #11

Com membros do grupo Resistência Democrática Judaica

15 de dezembro, 10h


No dia 10 de dezembro, a Declaração Universal dos Direitos Humanos completou 70 anos. O texto foi aprovado pelos Estados-membros da ONU, incluindo o Brasil, três anos após o fim da Segunda Guerra Mundial.


Para celebrar a data e tratar da importância desse documento para a vida judaica, o 11° encontro do Círculo recebe membros do grupo Resistência Democrática Judaica, formado durante as eleições de 2018. Serão lidos e discutidos os 30 artigos da Declaração Universal, o preâmbulo da Constituição de 1988 e, complementarmente, o texto Os judeus assimilados, ateu-religiosos, libertários: Gustav Landauer, Ernst bloch, György Lukács, Erich Fromm, de Michel Löwy.

Em seguida, como proposta do grupo Resistência Democrática Judaica, será debatida a criação de um Observatório Judaico dos Direitos Humanos.



Encontro #10

Com Bernardo Kucinski

24 de novembro, 10h


Nascido em 1937, em São Paulo, Bernardo Kucinski descende de uma família de judeus imigrantes da Polônia. Seu pai, Majer Kucinski, foi escritor e crítico literário da língua iídiche.


Graduado em física pela USP, Bernardo cedo tornou-se jornalista. Foi editor-assistente da revista Veja e do jornal Gazeta Mercantil, correspondente no Brasil dos jornais ingleses The Guardian e Latin America Political Report, e cofundador de vários jornais alternativos, entre os quais Amanhã, Opinião, Movimento e Em Tempo, e do site Carta Maior. No exterior, trabalhou na BBC de Londres.


Entre 2003 e 2006 foi assessor especial do presidente Lula, para quem redigia um informe analítico diário. Após se aposentar como professor titular da USP, em 2007, passou a se dedicar à literatura, tendo lançado vários livros. Em 2018, recebeu o Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, entregue em homenagem aos relevantes serviços prestados às causas da Democracia, Paz, Justiça e contra a Guerra.


Neste encontro do Círculo de Reflexão, Bernardo Kucinski fará a leitura de um conto de sua autoria.



Encontro #9

Com Ari Solon

27 de outubro, 10h


Nas trilhas do fazer revolucionário do século XX, seja no campo prático ou no teórico, destacam-se os nomes de Rosa Luxemburgo (1871-1919) e de Hannah Arendt (1906-1975). Essas duas mulheres se defrontaram com momentos críticos da vida política na Europa, diante da falência das democracias liberais, da ascensão do fascismo e do nazismo, da revolução soviética e das demais iniciativas de implementação do socialismo. Como compreender sua atuação nos dias de hoje? O que podemos encontrar de Rosa Luxemburgo em Hannah Arendt? Que ensinamentos temos dessas mulheres em tempos sombrios?


O 9º encontro do Círculo de Reflexão será mediado pelo Prof. Ari Solon, professor de Filosofia e Teoria Geral do Direito na Faculdade de Direito da USP. A leitura proposta é o texto Mulheres em tempos sombrios: Rosa Luxemburg e Hannah Arendt, de Tanja Strolokken, disponível aqui.


O encontro deste mês é realizado juntamente com a Frente Judaica para os Direitos Humanos (FJDH). Para participar, preencha a ficha de inscrição neste link.



Encontro #8

Com Michel Löwy

22 de setembro, 10h 


Quais as afinidades possíveis entre judaísmo libertário e romantismo no pensamento de autores da Europa Central no início do século XX? Como um certo olhar para o messianismo pôde dialogar com as utopias emancipatórias modernas? Essas são algumas das questões que perpassam o oitavo encontro do Círculo de Reflexão, que terá como convidado o Prof. Michel Löwy, diretor de pesquisas do Centre National de la Recherche Scientifique (França).


A temática faz parte de sua trajetória de pesquisa, divulgada no Brasil em obras como Redenção e Utopia: o judaísmo libertário na Europa Central (1989) e Judeus Heterodoxos: messianismo, romantismo e utopia (2017). A leitura proposta é o texto Romantismo e messianismo no pensamento Judaico da Europa Central no começo do século XX, disponível para leitura aqui.



Encontro #7

Com Rafaela Barkay

18 de agosto, 10h

São várias as aproximações possíveis diante do conflito entre israelenses e palestinos. Por vezes, requer olhares que vão muito além da realpolitik. Na busca por saídas, mulheres ativistas têm desempenhado um papel transformador. 


No sétimo encontro do Círculo, serão discutidas características e nuances desse movimento com a participação de Rafaela Barkay, doutoranda do Programa de Estudos Judaicos e Árabes da FFLCH-USP, que tem como tema de pesquisa a transformação do conflito entre israelenses e palestinos sob uma perspectiva feminista. A discussão se dará a partir da leitura de um trecho de seu diário de campo, escrito durante o período em que esteve em Israel e nos territórios palestinos. 

Povo da Casa

Entre coletivos artísticos, movimentos autônomos, iniciativas comunitárias e associações do Bom Retiro, a Casa do Povo reúne projetos que fazem uso do espaço e participam de seu funcionamento. Essa comunidade autogerida, chamada Povo da Casa, desenhou uma série de acordos que garantem a sua participação na vida institucional. Forma-se, assim, um povo em constante construção – um encontro de iniciativas coletivas que driblam as diferenças culturais para criar um conjunto cuja unidade nasce de sua heterogeneidade e mobilidade.

  • Filtrar
  • Saúde
  • Performance
  • Judaísmo
  • Ver todos