Povo da Casa

Shlepers

Shlepers

purim
1/1

Um antimanifesto: 


Shlepers pretende ser um espaço de sociabilização para judeus que se sentem desconfortáveis no main stream da comunidade e buscam algum espaço aconchegante para sentirem-se, de alguma forma, judeus. Como judeus, entendem-se todos aqueles que assim se auto definirem. 


Pretendemos abrigar aqueles que sentem que as organizações comunitárias estão muito elitizadas ou gourmetizadas, aqueles não se identificam com o discurso vitimizante ou que não vêm obrigados a apoiar acriticamente toda ação ou política do governo israelense.  O objetivo do grupo é organizar encontros para sociabilização presencial e troca de ideias.


Ainda que pendamos vagamente à esquerda, o grupo não se pretende alternativa ou oposição ao main stream, mas apenas abrigo aos sem teto. O grupo também não tem posição, nem pretende ter, frente à política brasileira, ao sionismo ou à questão palestina. O objetivo é abrigar a todos os dissidentes de todas as correntes e denominações e permitir que dialoguem construtivamente entre si. Se desse diálogo surgirem movimentos políticos, esses se organizarão fora do grupo. 


O grupo também não pretende, diretamente, mostrar nada para a sociedade em geral, só fazer as pessoas sentirem-se em casa, o que já é bastante.

Povo da Casa

Entre coletivos artísticos, movimentos autônomos, iniciativas comunitárias e associações do Bom Retiro, a Casa do Povo reúne projetos que fazem uso do espaço e participam de seu funcionamento. Essa comunidade autogerida, chamada Povo da Casa, desenhou uma série de acordos que garantem a sua participação na vida institucional. Forma-se, assim, um povo em constante construção – um encontro de iniciativas coletivas que driblam as diferenças culturais para criar um conjunto cuja unidade nasce de sua heterogeneidade e mobilidade.

  • Filtrar
  • Saúde
  • Performance
  • Judaísmo
  • Ver todos