Povo da Casa

Círculo de Reflexão sobre Judaísmo Contemporâneo #15
com Marcos Guterman

Círculo de Reflexão sobre Judaísmo Contemporâneo #15
com Marcos Guterman

circulo15
1/1

13 de abril

10h às 12h

O julgamento de Nuremberg condenou alguns dos mais importantes líderes da Alemanha nazista e deu ao mundo a impressão de que estava sendo realizada a justiça contra os perpetradores de um dos maiores crimes jamais cometidos. Entretanto, esta foi uma das raras exceções paras punir assassinos. Milhares de nazistas puderam fugir e encontraram conforto em vários países do mundo, incluindo o Brasil. Pessoas como Klaus Barbie, Josef Mengele, Albert Speer, Franz Stangl, Gustav Wagner e Adolf Eichmann.


A guerra tornou-se “coisa do passado” e esse esquecimento deliberado serviu ao propósito de unir forças na luta contra os comunistas na Guerra Fria: os nazistas foram não somente tolerados como acabaram servindo, em muitos casos, como agentes de países democráticos para enfrentar a União Soviética.


Quem conta essa história é o jornalista do Estado de S. Paulo e historiador Marcos Guterman, autor do livro “Nazistas entre nós: a trajetória dos oficiais de Hitler depois guerra”, convidado do 15° encontro do Círculo de Reflexão sobre Judaísmo Contemporâneo.

Povo da Casa

Entre coletivos artísticos, movimentos autônomos, iniciativas comunitárias e associações do Bom Retiro, a Casa do Povo reúne projetos que fazem uso do espaço e participam de seu funcionamento. Essa comunidade autogerida, chamada Povo da Casa, desenhou uma série de acordos que garantem a sua participação na vida institucional. Forma-se, assim, um povo em constante construção – um encontro de iniciativas coletivas que driblam as diferenças culturais para criar um conjunto cuja unidade nasce de sua heterogeneidade e mobilidade.

  • Filtrar
  • Saúde
  • Performance
  • Judaísmo
  • Ver todos