PF
Kadija de Paula

PF
Kadija de Paula

2
1/1

2017

PF [PRATO FEITO | PRETTY FAIR | PROPER FUEL] é um almoço à base de plantas integrais que propõe o corpo como campo de batalha de uma auto-revolução que começa pela boca a partir do equilíbrio econômico, nutricional e político do Prato Feito. 


O projeto é uma proposta da artista Kadija de Paula que teve início no Capacete (Rio de Janeiro) e que acontece na Casa do Povo em 2017 a partir de projetos políticos culinários.


O PF é servido no espaço da Metacozinha às terças e sextas-feiras, das 12h às 14h. O preço do prato é definido a partir de um orçamento aberto compartilhado pela artista antes do almoço ser servido (entre R$10 a R$20).


Paralelo ao projeto do PF, a artista Kadija de Paula desenvolveu uma série de ativações no espaço:


VICTORY IS IN THE KITCHEN foi uma ação realizada pela artista Kadija de Paula na ocasião da inauguração de Assim Elas Comemoram a Vitória, de Yael Bartana. Para esta ocasião, Kadija produziu uma facsímile de uma poster do Scottish Savings Committee da Primeira Guerra Mundial que incentivava  donas de casa da época a lutarem através do racionamento de alimentos sob o lema  “VICTORY IS IN THE KITCHEN”. A artista também produziu uma tradução de poster do American Food Association feito durante a Segunda Guerra Mundial com instruções de como melhor utilizar estes alimentos. Mensagens válidas nos dias de hoje, esses pôsteres foram apresentados na Metacozinha enquanto Kadija, em parceria com Chico Togni, serviu bolinhos de arroz e outros quitutes feitos a partir do reaproveitamento de alimentos que seriam descartados.


LA COMEDORA, um programa de comedoria experimental que aconteceu durante a 16ª Feira Tijuana. A artista reuniu seis diferentes iniciativas de “public-ações” comestíveis realizadas por artistas-cozinheiros, que pensam o que e como comemos a partir de suas práticas artísticas. Sheila Teme Umidade, Comida de Papel, Cozinha Nômade, Comida Impressa, Creative Commes e Sol de Noite refletem sobre os impactos políticos, sociais, ambientais e nutricionais da produção e distribuição de alimentos por meio de intervenções que combinam arte e culinária. Desnaturalizar alguns hábitos alimentares ligados a sistemas opressores de poder e apontar a outros usos da terra, outras relações de trabalho e outras temporalidades torna o ato de comer um gesto político que atravessa diferentes áreas do conhecimento e da vida diária. A insubmissão começa pela boca.


BOLO DE RETALHOS, uma composição de bolos trazidos pela comunidade do bairro reunidos em uma mesa colaborativa para a comemoração dos 64 anos da Casa do Povo. A ideia de Kadija de Paula foi executada em parceria com Chico Togni e Fernanda Morse.


Enquanto o espaço da Metacozinha passava por reformas estruturais, Kadija de Paula realizou novas ativações e desdobramentos como o ENCONTRO DE MARMITAS todas as terças das 12 às 14hrs a partir do dia 12 de setembro de 2017. Esses encontros abrem o espaço da Metacozinha como copa pública e propõe uma conversa ao redor da autonomia alimentar, questionando como podemos nos aproximar da produção dos nosso alimentos da terra até a cozinha.




1/3
  • Dezembro 2018
  • Junho 2018
  • Julho 2018
  • Agosto 2018
  • Setembro 2018
  • Outubro 2018
  • Novembro 2018