Martírio, de Vincent Carelli

A partir de um material colhido pelo próprio ativista e cineasta Vincent Carelli nos últimos 30 anos, o filme mergulha nas raízes da insurgência e do genocídio dos Guarani Kaiowá para a recuperação de suas tekohas (terras sagradas) no Estado do Mato Grosso do Sul. Em um mesmo lugar, dois mundos se sobrepõem e se apagam em uma luta desigual: por um lado os fazendeiros do agronegócio e, por outro, os Guarani Kaiowá à margem das rodovias que cercam suas antigas tekohas.

O filme ganhou os prêmios de melhor filme e melhor imagem, na categoria longas-metragem, na IX Janela Internacional de Cinema do Recife; o prêmio do público de melhor documentário brasileiro na 40ª Mostra internacional de cinema de São Paulo; e o prêmio especial do júri e júri popular de melhor longa-metragem no 49º Festival de Brasilia de Cinema Brasileiro.


Martírio, de Vincent Carelli em colaboração com Ernesto de Carvalho e Tita
(160min, 2016, classificação indicativa 14 anos). 
A sessão acontece no Refúgio polonês de Jakub Szczęsny, no terraço da Casa do Povo.

Entrada gratuita.