Arquivo Vivo

Procura-se!
Ajude a Casa do Povo a contar a história do TAIB (Teatro de Arte Israelita Brasileiro)


Com Anthony Davies (Central Saint Martins) 

Procuramos materiais como panfletos, cartazes, programas, folhetos, fotografias, relatos orais, ou registros de qualquer natureza sobre o TAIB (Teatro de Arte Israelita Brasileiro). A proposta é reconstruir a história desse importante espaço de resistência a partir de uma memória coletiva daqueles que, de alguma forma, estiveram presentes.

Você estava na platéia do show No Safari do MPB4 de Antônio Pedro e Chico Buarque (1976) quando foi interrompido pela censura? Guardou o seu programa de Murro em ponta de faca (1978), de Augusto Boal? Seus pais participaram da montagem do Dibbuk (1964)? Viveu ou vive no Bom Retiro e viu as mudanças que o auge e abandono deste teatro provocaram no bairro? Tem alguma história pessoal que queira compartilhar?

Um encontro intenso na forma de workshop irá reunir esse material na tentativa de recuperar e documentar essa história e compartilhar com os participantes envolvidos. Aqueles que não puderem contribuir com materiais mas que queiram participar da discussão também são bem-vindos.

À convite da Casa do Povo, o escritor e educador Anthony Davies, em colaboração com arquivista Marina Sendacz, irá coordenar o encontro ao redor do arquivo histórico da Casa do Povo. A ideia é experimentar modos de recuperar e "ativar" as histórias associadas ao TAIB e ampliar essa pesquisa para entender como os movimentos sociais contemporâneos documentam suas respectivas lutas e narrativas. 

A proposta, feita em parceria com a Central Saint Martins (Londres), é um dos primeiros desdobramentos do projeto Arquivo Vivo, que por meio de uma série de ações, propõe estabelecer um continuum que conecte o passado e o presente da Casa do Povo, formada por camadas de memórias e narrativas contraditórias. Algumas atividades ao redor do tema estão previstas este mês:

25 de julho - 19h
Conversa aberta com Anthony Davies

A partir da pesquisa e experiência do pesquisador com exemplos recentes em Londres, o encontro centra-se na questão de histórias desconsideradas e/ou esquecidas que podem ser recuperadas, compartilhadas e "colocadas à serviço" politicamente da sociedade. Participam também do encontro Ivanete de Araujo e Nelson Che (Ocupação Mauá), Marcos Batata e Paulo Tertuliano (Casa Redonda), Andre Mesquita (MASP) e Heidi Vieira (Evolvers) para discutir a forma como os diferentes processos de arquivamento da memória podem ser comparados e abordados nos contextos em que se inserem na cidade de São Paulo.

Aberto ao público.

26 julho - 10h às 15h
Workshop Arquivo Vivo - TAIB

A partir do material dos participantes, o encontro irá trabalhar os modos de recuperar essas histórias coletivas associadas ao teatro TAIB e ampliar essa pesquisa para entender como os movimentos  sociais contemporâneos documentam suas respectivas lutas e narrativas. 

Aberto ao público em geral. Participantes que possuem material sobre o teatro TAIB, pedimos que tragam no dia para que seja escaneado. A cópia desses documentos integrará o arquivo da Casa do Povo.

Mais informações: info@casadopovo.org.br

27 de julho - 10h às 17h
Congresso de Iniciativas de Auto-Arquivamento. 

Encontro com grupos autônomos atualmente associados à Casa Do Povo, juntamente com outros grupos e coletivos envolvidos em lutas sociais mais amplas em São Paulo.

Com contribuições pelo skype de participantes de Londres, serão compartilhadas ferramentas, estratégias, abordagens e metodologias com o objetivo de configurar um Arquivo Distribuído - prestando atenção aos imperativos de ação autônoma e de luta adotando inúmeras linhas de comunicação e conexão.  

-------

Anthony Davies é professor de Artes na Central Saint Martins College (Londres). É membro fundador do MayDay Rooms, instituição educacional baseada em Londres criada em 2011 como um refúgio seguro para materiais históricos vinculados à movimentos sociais e práticas artísticas experimentais. Co-organizou e participou junto de seus alunos de uma série de iniciativas educacionais autônomas que foram fundamentais na recuperação de um importante arquivo vinculado à educação experimental na Central Saint Martins, o projeto 10th Floor (2009-2011 ). Como escritor e pesquisador independente em arte, política e economia,colaborou com periódicos como Art Monthly, Mute Magazine, Variant, Texte zur Kunst e Metropolis M.

Breve história do TAIB
Até 2004, funcionou no subsolo Casa do Povo o Teatro Artístico Israelita Brasileiro, popularmente conhecido como TAIB. Projetado por Jorge Willheim e inaugurado em 1960, o espaço do teatro foi palco de resistência durante a ditadura militar, acolhendo peças emblemáticas como Ponto de partida, de Gianfrancesco Guarnieri e Murro em ponta de faca, de Augusto Boal. O teatro se adaptou de várias formas ao longo dos anos na tentativa de acompanhar as mudanças que ocorreram no centro de São Paulo e que culminou no fechamento da maioria dos teatros de rua.